Poema Cênico

Na NAVE, a pesquisa dedicada ao poema cênico advém de uma antiga investigação acerca da confluência da literatura, da transposição poética e do espaço. Pautado na fenomenologia da imaginação, do filósofo francês Gaston Bachelard, mais notadamente em sua obra “A poética do devaneio”, o estudo convida à análise da tradução intersemiótica dos signos, do gênero lírico ao espaço cênico. A abordagem visa estimular o devir imagético e a autonomia do ser em ação, provido de elementos propulsores da criatividade experencial. O desafio é expandir e explorar o campo semântico dos signos, e fazer erigir, da imaterialidade, um discurso formativo da sensibilidade, tanto em ações coletivas, quanto individuais.


“Imaginar é aumentar o real em um tom.”

— Gaston Bachelard

Close